“crentes nominais” – uma reflexão.

“não posso suportar iniquidade associada ao ajuntamento solene” (Is 1.13).

Como somos incomodados com a situação alarmante dos “crentes nominais”. Esse “grupo” de pessoas que perambula pelas Igrejas fim de semana após fim de semana, traz seus dízimos e ofertas, participa de acampamentos, carrega suas Bíblias para os cultos, assume cargos, faz orações públicas, etc., porém não vive e nem se preocupa em viver de modo harmonioso com a verdade Bíblica. Não permanece nela. Abandona-a para cometer adultério com as mentiras de falsos mestres, pensamentos infantis e ego insaciável. Imaginando que as obras visíveis escondem os intentos covardes e egoístas do coração na presença de Deus.

Estão como alguns dos fariseus de João 8, afirmando crer em Jesus, porém não permanecendo em sua Palavra. Ou, como os demônios descritos em Tiago 2.19, que não somente creem que há um só Deus, mas até estremecem, contudo continuam condenados ao inferno.

Onde está a vida na Palavra? Onde está a Palavra na vida? Será isto reto aos olhos do Senhor, ou seja, ir à Igreja todos os fins de semana e dizer-se cristão se no dia-a-dia continua: oprimindo o próximo? Aprisionando o irmão ao sentimento de rancor? Defraudando o necessitado? Envergonhando o nome de Cristo? Desejando os bens do outro? Deleitando na pornografia, bebedice e maledicência? Emprestando os lábios para enganar? Prostituindo? Aprovando o que Deus desaprova? Não lamentando pelo pecado?

Antes que os “inocentes” pensem que estamos chamando a todos de crentes nominais que se diga: dirigimo-nos àqueles que afirmam crer com os lábios em público, porém negam no íntimo de seus corações; que erguem as mãos nos templos, entretanto estão embriagados de maldade e crime; que se vestem de branco e pregam santidade, todavia estão manchados pelo pecado e não desejam o lavar purificador de Cristo; que estão em prontidão para apontar pecados, mas não choram e lamentam pelos seus próprios erros. São legalistas hipócritas e de falsa piedade.

Precisamos clamar hoje: Senhor liberta-nos do conhecimento sem fé, ou, livra-nos da fé fingida. Ajuda-nos a rejeitar a mentira. Não quereremos viver os nossos dias dentro da Igreja enganados. Fortalece-nos para permanecer em tua Palavra. Estar abraçados com a Verdade. Viver para a sua glória. Ainda que o preço seja alto, pois nenhum preço pago excederá o de Cristo.

Que o Altíssimo nos socorra,

Amém.

 

LEIA: Jeremias 7.1-15; Isaías 1.10-20; Mateus 15.8/ Isaías 29.13 / Apocalipse 2.4,5 / 1Tessalonicenses 4.1-8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s